• Projeto do governo Zezildo aprovado por 7 votos a favor e 2 contra – Helenense vai pagar taxa de iluminação pública mais cara a partir de janeiro de 2022

    Enquanto vários prefeitos trabalham para amenizar a crise econômica em que passam as famílias, o prefeito de Santa Helena Zezildo Almeida (PTB), segue na direção contrária e resolveu onerar ainda mais a população do município, os cidadãos que sofrem com autos impostos de ordem federal, pagos no preço do gás de cozinha e combustível, agora vão ter que arcar também um aumento municipal na taxa de iluminação pública.

    O projeto de lei complementar Nº 01/2021 de autoria do poder executivo municipal,  entrou em votação no plenário da Câmara municipal de Santa Helena na sessão desta sexta-feira (03) de Novembro, em caráter de urgência e foi aprovado por sete votos a favor e dois contra, com isso o governo Zezildo Almeida, começa já a cobrar dos consumidores, o aumento no valor da taxa de iluminação pública a partir de janeiro de 2022.

    Segundo o projeto de lei, os valores da tabela constante da lei complementar municipal Nº 001/2020 não condiz com a realidade ou seja não representa os valores fixados e atualizados pela ANEEL, a alegação do governo é que o município não teria condições de suportar os custos com a manutenção da iluminação pública.

    O projeto provocou um intenso embate entre os parlamentares da base do governo e os vereadores de oposição Mourinho Lobato e Braz Amaral, que não aceitaram o aumento no valor da taxa.

    Votaram pela aprovação do projeto

    Marcelo Marques

    Valdir do Magazine

    Alexandre Lobato

    Capim

    Rogério Leite

    Biné do Depósito

    Jorge Malhadeira

    Votaram contra

    Mourinho Lobato

    Braz Amaral

    Segue abaixo a tabela de novos valores.

     

     

     

     

     

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!