• Laticínio de queijo de leite de cabra em Igarapé do Meio, é o primeiro do segmento no estado a ter registro na AGED/MA

    Um laticínio para produção de queijo de leite de cabra, situado em Igarapé do Meio, é o primeiro do segmento no Estado a receber da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) o registro no Serviço de Inspeção Estadual (SIE).

    A Unidade de Beneficiamento de Leite e Derivados está apta a fazer o processamento de 1.000 litros de leite/dia, inicialmente para produção de dois tipos de queijo: coalho e manteiga. A capacidade de produção do queijo é de 25 quilos/dia para o tipo coalho e 25 quilos/dia para o queijo tipo manteiga. Em estoque o empreendimento tem capacidade de armazenamento do leite de 2 mil litros/dia e com projetos de ampliação da produção com a oferta de novos produtos a base de leite de cabra.

    A diretora Geral da AGED em exercício, Antônia Lúcia Malheiros explicou que com a entrega de mais um registro a Agência segue cumprindo a sua missão. “Esse é um produto certificado que vai chegar à mesa do maranhense com qualidade. A Agência busca junto aos estabelecimentos para que se adequem às normas e consigam ser registrados para que o alimento chegue com qualidade ao consumidor”, declarou.

    O proprietário do Laticínio Eldorado, Pedro Frota disse que o empreendimento possuí máquinas de última geração para o beneficiamento do leite para a produção do queijo. “Com o registro vamos ofertar produtos com segurança, pois o selo é importante para atestar a qualidade do nosso queijo”, revelou.

    A produção do queijo de leite de cabra vem para atender uma demanda do mercado de consumidores que não podem fazer a ingestão do leite comum, por conta de alergias e intolerância alimentar. Portanto, o queijo de cabra se torna uma boa opção de consumo para esse público.

    Durante a entrega do registro, estiveram presentes a Diretora Geral em exercício Antônia Lúcia Malheiros, a diretora de Defesa e Inspeção Animal, Tânia Duarte, a coordenadora de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Clidilene Alencar, o consultor técnico Jhonny Serrão e o proprietário do estabelecimento, Pedro Frota.

    Com a obtenção do registro no SIE, o laticínio estará apto a comercializar sua produção em todo o Estado do Maranhão. Esse é o 42º empreendimento a obter registro no Serviço de Inspeção Estadual.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!